Dê play e leia o texto

Há uma luta em curso dentro da mente e do coração de todo o ser humano que hoje está vivo(dizia o velho índio ao seu neto) é como se houvesse dois lobos dentro de mim; um é branco outro é negro. O branco é bom, generoso e não faz mal. Vive em harmonia com tudo o que o rodeia e não se ofende quando não há intenção de ofender. O lobo bom, estabilizado e forte na compreensão de quem é e do que é capaz, só luta quando é acertado fazê-lo e quando tem de o fazer para se proteger a si e à sua família e, mesmo assim, fá-lo de maneira correta. Cuida de todos os outros lobos da sua alcateia e nunca se desvia da sua natureza.

Mas também há o lobo negro que vive dentro de mim, e este lobo é muito diferente. È ruidoso, colérico, descontente, invejoso e tem medo. A mínima coisa provoca-lhe um acesso de raiva. Luta com toda a gente, o tempo todo, por razão nenhuma. Não consegue pensar claramente porque a sua ganancia por mais e a sua raiva e ódio são imensos. Mas é uma raiva impotente, pois a sua raiva não muda nada. Arranja sarilhos onde quer que vá, por isso encontra-os facilmente. Não confia em ninguém por isso não tem amigos verdadeiros.

Por vezes é difícil viver com estes dois lobos dentro de mim, pois ambos lutam arduamente para dominar o meu espírito.

– Qual dos dois lobos ganha?

– Ganham ambos filho.

– Se eu optar por alimentar apenas o lobo branco, o lobo preto estará à espera em todas as esquinas à espera de ver se estou em desiquilíbrio ou demasiado ocupado para prestar atenção a uma das minhas responsabilidades e atacará o lobo branco. Estará sempre zangado e a lutar para obter a atenção que anseia. Mas se eu der alguma atenção ao lobo Negro porque compreendo a sua natureza, se o reconhecer como força poderosa que é e lhe fizer sentir que o respeito pela sua personalidade e o utilizar para me ajudar, se nós enquanto tribo, alguma vez nos encontrar-mos numa situação difícil, ele ficará feliz, o lobo branco ficará feliz também e ganham ambos, todos ganhamos.

– Mas como podem ganhar ambos os lobos avô?

– Sabes filho, o lobo negro tem qualidades importantes de que posso precisar, dependendo do que me surge no caminho. É feroz, determinado e não cede em nenhum momento. È inteligente, esperto e capaz dos pensamentos e estratégias mais tortuosos, quem são importantes em tempo de guerra. Tem muitos sentidos apurados e intensificados que só alguém que veja através dos olhos das trevas consegue apreciar. No meio de um ataque pode ser o nosso maior aliado.

Se eu alimentar ambos os lobos deixaram de lutar pela minha atenção e posso utilizar cada um deles conforme necessário, não havendo guerra entre eles consigo ouvir a voz do meu conhecimento mais profundo e escolher qual deles me pode ajudar melhor em cada situação.

Se compreenderes que há dentro de ti duas grandes forças principais e lhes manifestares o mesmo respeito, ambas ganharão e haverá paz. Um homem que tem paz no seu intimo tem tudo.Um homem despedaçado pela guerra no seu intimo não tem nada. Deverás agir com as forças antagónicas que estão dentro de ti e o que decidires ira determinar a qualidade de vida que terás. E quando um dos lobos precisar da tua atenção especial e que acontecerá por vezes, não tenhas vergonha, admite perante os mais velhos, partilha dos teus receios e eles perante isso ajudar-te-ão a sua sabedoria.

FONTE: Inspirado em um conto Cherokee

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário